Páginas

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Galo da Madrugada. O que dizer? Recife parou!


“Acorda, Recife, acorda...vem, vem meninada,
vem conhecer o Galo da Madrugada”.
E o Recife acordou.
Nunca se vê tanta gente junta
Ali tem pobre, negro, branco, rico, criança, adulto....gente!
Todos iguais diante da folia.
Não se pensa em mais nada
Apenas nos trios elétricos, nas músicas e na diversão.
Parece que o mundo todo veio assistir ao desfile.
Sim, um desfile!!!
Mas não é de uma modelo famosa
ou de uma escola de samba com muito brilho.
É o desfile do Galo da Madrugada.
No sábado de Zé Pereira, o Recife para!!
Para pra ver o Galo, sentir o calor (muito calor!) do povo.
Seja na rua, pisando no asfalto;
nos camarotes, com amigos;
ou nos barcos, que ornamentam o Rio Capibaribe.
O Recife para também diante da TV,
são aqueles que não chegam às ruas e
assistem de suas casas, mas participam ao seu modo.
Para “para ver, ouvir e dar passagem” ao maior bloco carnavalesco
da terra.
Só entende quem participa, pega sua “latinha” e bebe, ouvindo
e dançando ao som de grandes artistas.
Galo dos amores encontrados,
Bloco dos amores perdidos
Uns choram, porque esperam encontrar quem não está;
Outros riem, porque encontrou sua querida ou seu querido.

Mas o Galo da Madrugada é isso: encontros e desencontros.
No Galo não existe dor, não existe realidade.
A fantasia toma conta do folião que aguarda
o ano todo para extravasar suas mágoas e
exorcizar seus fantasmas.
Ali tem personagens infantis, piratas, colombinas e tantos.
Contamina a massa, desafia o espaço físico das calçadas
Cabem milhares, cabem mais de milhão
É o Galo que deixa a ressaca na multidão.

Deixa o gosto de quero mais
No povo que espera o ano inteiro
e desabafa suas angústias,
atropela suas tristezas.
Pula, brinca bebe e esquece.
Encontra velhos amigos e se une a novos
Canta, grita, sorrir e adormece
Tudo isso no caldeirão que se transforma o centro do Recife.
É o Galo que envolve,
É o Galo que anima,
É o Galo que contagia e que anuncia:
“ei pessoal, ei moçada, Carnaval começa no Galo da Madrugada”.


Carmen