Páginas

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Ética : Quero - devo - posso (Carmen Lúcia Couto)



 A postagem procura despertar uma reflexão sobre a ética e a nossa convivência em sociedade. Será que estamos sendo leais, transparentes e éticos uns com os outros?

 Na sociedade contemporânea há um questionamento grande sobre o que é essencial e o que é secundário para o convívio social. Embora esses questionamentos se destaquem mais em nossa época, na verdade eles nasceram no momento em que o homem passou a viver em sociedade e, para tanto, começou a perceber a necessidade de "regras" que regulamentassem esse convívio. Dentro desse mundo de normas e regras, para obter-se o bom relacionamento social, destaca-se a ética.
Quando falamos em ética associamos à moral. As duas andam lado a lado. Ética é a concepção, o princípio e a moral é a pratica de uma ética. Em resumo, a moral trata do conjunto de valores, de normas e de noções do que é certo ou errado e proibido e permitido, dentro de uma determinada sociedade e de uma cultura. A moral tem a ver com os valores que regem a ação humana enquanto inserida na convivência social, tendo assim um caráter normativo.
A palavra ética é de origem grega derivada de ethos, que diz respeito ao costume, aos hábitos dos homens. Teria sido traduzida em latim por mos ou mores (no plural), sendo essa a origem da palavra moral.
Uma das possíveis definições de ética seria a de que é uma parte da filosofia (e também pertinente às ciências sociais) que lida com a compreensão das noções e dos princípios que sustentam as bases da moralidade social e da vida individual. Em outras palavras, trata-se de uma reflexão sobre o valor das ações sociais consideradas tanto no âmbito coletivo como no âmbito individual.
A Ética é teórica e reflexiva, enquanto a Moral é eminentemente prática. Uma completa a outra, havendo um inter-relacionamento entre ambas, pois na ação humana, o conhecer e o agir são indissociáveis. Vásquez (1998)
         O ser humano vive em grupo e ao vivermos em grupo ou comunidade estamos sujeitos às regras, explícitas ou implícitas. As primeiras dizem respeito às orientações escritas, determinadas e “postas no papel”, já as segundas, são regras determinadas pelo grupo, de acordo com o ambiente, cultura e outros fatores. No dia-a-dia, elas nos norteiam para a boa convivência em sociedade, seja no trabalho, na sala de aula, no condomínio e até no churrasco final de semana.
Essas regras e práticas positivas são moldadas em um código moral e são importantes para que possamos viver em sociedade, fato que fortalece cada vez mais a coesão dos laços que garantem a solidariedade social. Do contrário, teríamos uma situação de caos, de luta de todos contra todos para o atendimento de nossos desejos.
         Dentro desse contexto cada integrante do grupo, tem seus princípios éticos que nos fazem refletir (ou pelo menos deveriam fazer!!) se o que queremos, devemos ou podemos ter ou realizar.
         Nesse raciocínio do quero/devo/posso, o filósofo e escritor Mário Sérgio Cortella, conceitua ética como um “conjunto de valores e princípios que usamos para decidir três grandes questões das nossas vidas: quero, devo e posso. Para descobrir se a ética está presente em uma decisão, avalie: - Se o que quer fazer deve ser feito; - Se o que deve fazer pode ser feito; - Se o que pode fazer, você quer que seja feito”.
Isso quer dizer: tem coisa que eu quero, mas não devo; tem coisa que eu devo, mas não posso; tem coisa que eu posso, mas não quero. Essas questões são os nossos Dilemas Éticos, ou seja, escolhas indesejáveis ou desagradáveis relacionadas com um princípio ou uma prática moral. Passamos por isso sempre que temos uma decisão importante a tomar. Sendo assim, quando vamos colocar em prática, não se trata de uma tarefa tão fácil, mas se todos pudessem realizar essa avaliação com certeza nossos dias seriam melhores. Se todos procurassem ser éticos nas suas ações, os limites do próximo seriam respeitados. 

Reflita sobre isso!!!!


 __________________
Referências :
DURKHEIM, Émile. As Regras do Método Sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 2007
CHAUÍ, Marilena - Convite à Filosofia (2008)
MOTTA, Nair de Souza. Ética e vida profissional. Rio de Janeiro: Âmbito Cultural, 1984
Figura: google imagens