Páginas

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Rogo por nós

(Carmen Lúcia Couto)

Entre palavras,  atos e gestos 
formou-se nosso caminho.
Entre sons e reflexos sem tons
montaram-se sorrisos de carinho.
Na estrada e sem destino
modela-se um amor impuro
atraído pelo desejo,
mas sem cor e sem futuro.

Rogo aos céus...
pelo nosso pequeno mundo,
pelos nossos finos fios de momento...
Pela teia que emaranhamos
e pelo elo que criamos.
Suplico pelo fim que não chega,
pelos beijos impuros,
numa rua ou beco escuro.
Peço pelo pó que nos resta,
pelo sol que sempre apaga,
pela carne que nos afaga
e pelas nossas idas e vindas.

Rogo para afastar a saudade,
que faz derramar lágrimas,
agride a alma e o sonho invade...
Suplico por nunca te ter ao lado,
pelo nosso desejo atroz,
pelo começo sem fim
e pelo nosso ser feroz.
Rogo para que Ele tenha dó
de ti e de mim...daquela!
Rogo, enfim, por nós!


google imagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Obrigada!