Páginas

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

ADRIANO MARCENA LANÇA "A SAIDEIRA" - NOVO LIVRO



A Saideira – Breve História cultural da cerveja em Pernambuco, publicação incentivada pelo Funcultura, terá lançamento dia 14, sábado, no Empório Nova Raiz, no Pina. 

 O escritor sempre tem que está à procura de temas interessantes para tentar escrever algo novo para a sociedade. E é justamente isso que Adriano Marcena vem fazendo ao longo da sua trajetória literária, seja como dramaturgo, seja como prosador. Em sua nova obra, A Saideira - breve história cultural da cerveja em Pernambuco, Marcena prossegue abordando a alimentação brasileira, depois de publicar importantes títulos sobre o tema, como Mexendo o pirão – Importância sociocultural da farinha de mandioca no Brasil holandês e Raspando o tacho – Comida e Cangaço.
Em A Saideira - breve história cultural da cerveja em Pernambuco, o autor percorre as evidências históricas que dialogaram entre si para permitir que a cerveja, uma vez enraizada no paladar dos pernambucanos, se tornasse uma das bebidas mais escolhidas para festejar diversos contextos de sociabilidades.  


 

No prefácio da obra, o jornalista Marcelo Cavalcante assinala que o autor soube muito bem capturar a essência da cerveja e que ela “sempre foi e será um estimulante para os momentos mais leves da vida”. Tony Apolinário, doutor em filosofia e professor da UAST, destaca que em A Saideira, “a cerveja é ‘tomada’ por Adriano Marcena enquanto rico objeto de compreensão de nossos processos de identificação”, o que permite fortalecer laços de pertencimentos. Para ele, a “obra convida-nos a conhecer seu caráter socializador, seus conteúdos simbólico e hierático, os preconceitos que o rodeiam, assim como a abertura ao dionisíaco a que nos convoca”.
O trabalho tenta responder a seguinte questão proposta pelo autor logo na introdução do livro: “Que bebida alcoólica, socialmente quente, porém servida bastante gelada entre nós, é mais banal em nossa paisagem social que a cerveja?” Marcena fundamenta sua pesquisa a partir da tríade fermentação, embriaguez e sociedade e afirma que a cerveja, ao longo dos séculos, exerceu a nobre função de agrupar, reunir os humanos. Para ele “beber cerveja em coletividade pode até propiciar ‘engajamentos efêmeros’, passageiros, porém, por ser ato de socialidade, contribui para que a sociedade permaneça viva e pulsante dentro de cada um de nós, mesmo para aqueles que não a consomem, mas que estão sentados à mesa”.
O livro destaca a atual efervescência da produção de cerveja artesanal em Pernambuco, com o registro dos principais rótulos que já são saboreados pelo público. A obra traz um interessante glossário alusivo à cerveja em Pernambuco e uma versão em audiolivro para garantir o acesso das pessoas com deficiência visual (cegos e baixa visão).
A publicação do livro e A Saideira - breve história cultural da cerveja em Pernambuco teve incentivo do Funcultura, Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo do Estado de Pernambuco e conta com o apoio cultural da Trempe Produções. Em abril, o autor fará lançamento de vários títulos em Portugal e na Espanha. O preço de capa será R$ 15,00 e, em breve, terá sua versão digital disponibilizada em e-book.

Fonte: Texto enviado pela assessoria de imprensa do projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Obrigada!