Páginas

sábado, 21 de janeiro de 2012

Amor proibido


Noite fria
Rua sombria
Só o rumor das ondas
A quebrar nas pedras
Meu amado onde estará?
Esse amor proibido, amor escondido
Amor protegido
Amor que não tem regras
Amor sem preconceitos ou direitos sobre o outro
Amor sem decência
Escravo de um desejo
Refém de uma paixão
Amor que não pode ser alimentado
Que não deve continuar
Amor que ficará perdido numa noite fria
Numa rua sombria
Na tristeza de uma lágrima
Na dor da separação e na angústia do esperar.
(by Carmen Fonseca)

Um comentário:

Seu comentário é muito importante. Obrigada!